Radar da Web




AMD fortalece games e realidade virtual no Linux com novas melhorias



Publicado em 12/12/2016 | #software

FacebookGoogle+LinkedInTwitterE-mail

AMD fortalece games e realidade virtual no Linux com novas melhorias

O Windows é certamente a plataforma de escolha para games e realidade virtual (VR), mas o Linux está alcançando o rival rápido à medida que empresas de placas gráficas melhoram o suporte de drivers e hardware para o sistema de código aberto.

A AMD está mostrando mais amor do que nunca pelo Linux. A companhia anunciou nesta semana algumas atualizações de hardware e drivers que vão fortalecer os games e a VR no Linux.

A principal novidade é o suporte da AMD para o FreeSync em PCs com Linux. O FreeSync consegue melhorar a renderização de games e vídeos em alta definição ao permitir que as GPUs se comuniquem diretamente com as telas, reduzindo as engasgadas de imagens e os intervalos. As imagens são esboçadas na tela enquanto estão sendo renderizadas nas GPUs. Essa é a primeira vez que a AMD está levando o suporte do FreeSync para o Linux - antes disso, a tecnologia só estava disponível em PCs Windows.

Além disso, a AMD está tornando mais fácil criar conteúdo de realidade virtual no Linux. Isso porque a empresa anunciou o driver Radeon Pro Software Linux, que permitirá o uso das poderosas GPUs Radeon Pro, baseadas na arquitetura Polaris, para criar conteúdo de VR. O software também pode ser usado para aplicações CAD/CAM, engenharia e médicas.

O driver do software funciona com Ubuntu, CentOS e Red Hat Enterprise Linux. Também suporta a plataforma cruzada Vulkan API, que costuma ser usada para desenvolver games e programas relacionados a gráficos.

As GPUs estão ganhando mais importância na computação de alto desempenho, um mercado em que a AMD está tentando se restabelecer. O Linux é um sistema dominante nos supercomputadores, estando presente na maioria das máquinas presentes no Top 500 dos supercomputadores mais rápidos do mundo.

Mas em PCs e estações de trabalho, o Windows ainda domina. Essas melhorias incrementais da AMD vão fortalecer o Linux como uma plataforma multimídia, uma mudança e tanto em relação há alguns anos, quando o sistema e games de alta qualidade não andavam do mesmo lado. 

A AMD mostrou mais comprometimento com o Linux do que a Nvidia com drivers open-source e um conjunto mais amplo de ferramentas de programação como GPUOpen e ROCm.


Fonte: idgnow.com.br

Leia também


Comentários

Nenhum comentário enviado. Seja o primeiro a comentar, clique aqui

Copyright © 2013/2017 Radar da Web. Todos os direitos reservados.
Topo